Facebook Instagram
Postado em Trufeli Por:

Quarto infantil com decoração lúdica estimula a criatividade

Quem já teve filhos deve saber que, com tantas fases que as crianças passam rapidamente, é fácil a decoração do quarto se tornar algo que não agrade mais aos pequenos. Trocar o berço pela cama pode ser o momento certo de pensar em uma nova decoração. Nessa hora, nada melhor do que tentar pensar em um ambiente que estimule as brincadeiras e desperte a imaginação da criança. A decoração lúdica é muito bem-vinda, pois tem o poder de despertar a capacidade de sonhar e os sentidos deles.

Uma floresta encantada, um castelo ou qualquer outro lugar que remeta ao mundo que mais os fascina vai deixá-los muito felizes. Por isso é importante que os pais permitam que os filhos escolham o que desejam e transformem aquilo, da maneira que for possível, em realidade, pois participar do processo desde o início também pode ser legal para a criança.

Mally Requião usou em um dos seus projetos de quarto infantil um material sintético verde para simular uma grama. O pequeno adorava fazendas desde muito novinho e sempre pediu um quarto que remetesse a uma. Então, foi o que Mally fez e diz que os pais embarcaram totalmente na ideia do filho. Além grama, ela usou móveis divertidos que foram desenhados pelo próprio escritório e um papel de parede bem colorido com personagens de fazenda. “Ele amou o quarto e mesmo hoje, depois de ter crescido um pouco, ainda curte bastante”, completa a arquiteta.

Esportes, na maioria das vezes, são escolhas dos meninos quando o assunto é tema de decoração de quartos. Mas é possível fazer uma bem criativa com esse universo e que fuja do convencional. Raissa Pedreira trouxe para um dos seus projetos objetos como skates, pino de boliche e cesta de basquete que remeteram a esse universo urbano que era o desejo dos seus clientes. “Ficou funcional, duradouro, porque não é tão infantil e ele pode aproveitar até mais velho, e ao mesmo tempo bem lúdico”, explica.

O momento de querer uma decoração que tenha mais a ver com os seus gostos e sua personalidade que está sendo formada começa geralmente aos 3 anos, quando acontece a transição de bebê para criança, e o ideal é criar um ambiente muito mais lúdico e divertido para os pequenos.

“Já me pediram um quarto que fosse uma floresta encantada com fadinhas. Foi muito legal de fazer, colocamos um painel lindo feito por uma artista daqui”, conta Raissa. Ela e sua sócia Michele Freire encomendaram para a parede um painel de flores de tecido em alto-relevo e fadinhas com cristais. Além disso, penduraram um balanço para dar a ideia de que ele estava preso na própria árvore.

 

Um mundo fantástico

Ambientes infantis que explorem a imaginação, façam a criança sonhar e mergulhar em um mundo só delas podem ser uma aposta dos pais sem medo. Espaços assim estimulam a interatividade, a imaginação, e ainda ajudam no desenvolvimento. “Eu acho muito bacana que a decoração sirva nesse sentido também, e essa ludicidade realmente faz diferença para a criança que vai viver aquele ambiente”, comenta Mally.

Segundo Paula Costa, a decoração tradicional normalmente é para realizar um sonho da mãe e não da criança. Acaba sendo só um cenário para ela. “Já a decoração com elementos lúdicos permite liberdade e ativa a criatividade que a criança tem”, diz Paula. Ela e sua sócia, Giovanna Magro, fizeram um projeto para um pequeno que é fã dos personagens da Marvel e de carros. “Unimos os dois e tivemos um cliente mirim feliz da vida”, conta a arquiteta.

*Sob supervisão da editora Cassandra Barteló

Fonte: http://atarde.uol.com.br

Posts Relacionados:

escreva um comentário